O que é Depressão?

Acesse nossas páginas no facebook: budismo engajado e budismo petropolis

O que é depressão?

Perguntas e respostas sobre a depressão pelo mestre Chögyam Trungpa – no livro “The Lion Roar” (O Rugido do Leão).

Pergunta: E sobre a depressão? Todas as coisas que o senhor falou parecem ser energias, emoções de energias, mas, um estado de depressão parece ser uma energia negativa, uma ausência de energia.

Chögyam Trüngpa: A depressão é uma das energias mais poderosas, uma das energias mais comuns que temos. É uma energia. A depressão é como um tanque de oxigênio que quer explodir, mas ainda está engarrafado. É um fantástico banco de energias, muito mais do que a agressão ou a paixão que são um tipo de desenvolvimento e que depois é manifestado. Elas são, de algum modo, frívolas, enquanto a depressão é a mais digna energia de todas.

Pergunta: Ainda não estou satisfeito. O senhor fala que é um banco de energia. Como o senhor tira dinheiro do banco ou ele só fica lá dentro do cofre?

Chögyam Trüngpa: Bem, tente se relacionar com a textura da energia numa situação de depressão. A depressão não é um espaço vazio, sem expressão; ela tem todo tipo de coisas inteligentes acontecendo dentro dela. Quero dizer, basicamente a depressão é extraordinariamente interessante, é um estado de ser altamente inteligente. É por isso que você está deprimido. A depressão é um estado mental no qual você sente que não tem saída. Então, trabalhe com a insatisfação dessa depressão. Seja lá o que houver dentro dela é extraordinariamente poderoso. Há todos os tipos de respostas dentro dela, mas as respostas estão escondidas. Então, de fato, acho que a depressão é a mais poderosa de todas as energias. É uma energia extraordinariamente desperta apesar de você achar que está dormindo.

Pergunta: É porque ela limpa tudo? Poderia ser um tipo de vacuidade, um tipo de portal para a meditação. Quero dizer, neste tipo de depressão existe um sentimento de que absolutamente nada está acontecendo.

Chögyam Trüngpa: Bem, é isso. É uma coisa muito profunda. Ela tem suas próprias texturas. Digamos que você se sinta extraordinariamente deprimido e não faz sentido fazer alguma coisa. Parece que você está fazendo a mesma coisa toda de novo. Você desiste da coisa toda, mas você não pode. E no todo, você está extremamente deprimido e tentar não fazer algo é extremamente irritante. Porque você deveria fazer alguma coisa? A coisa toda é absolutamente sem sentido. Você se sente extremamente para baixo. Tentar entrar nas coisas que costumavam lhe inspirar antes deixa você mais deprimido porque você costumava sair [da depressão] por elas e agora você não pode mais. Isto é muito depressivo e tudo é realmente comum extremamente comum e realmente real e você não quer mesmo fazer nada. É um peso muito grande que empurra para baixo. Você começa a sentir que seu teto está mais pesado do que era que o chão começa a ficar mais pesado do que era. Há uma parede inteira feita de chumbo te comprimindo por todos os lados e não há nenhuma saída. Até sua respiração é metálica, ou de chumbo, ou muito grossa. Não há nenhum alívio. Tudo que esta depressão traz é realmente real e muito pesado. E você não pode mesmo sair dela porque a idéia de sair de si mesmo traz mais depressão. Então, você está constantemente engarrafado e empurrado para aquela situação e você gostaria de simplesmente se sentar.

Bem, se tudo piorar, então só tente sair. O que parece ser a única resposta é uma abordagem suicida. As coisas ficam mais pesadas e lentas. Encontrar amigos inspiradores, que costumam ajudar pessoas, tornam-se depressivos. Quando você tenta colocar uma música que antes te alegrava, também traz depressão. Nada se mexe ainda. Tudo é negro, absolutamente negro.

Mas, ao mesmo tempo, você está experimentando uma tremenda textura, a textura de como o samsara funciona o que é fantástico. Você sente a textura de alguma coisa. Aquele divertimento não adiantou. Este também não. Voltar ao passado não funcionou; remeter-se ao futuro, também não. Tudo é feito de texturas e você pode sentir a depressão de um modo muito inteligente. Pode se relacionar com ela completamente. E, uma vez que você se relaciona com uma textura de algum tipo, como uma situação sólida que contém tremenda textura, tremendo cheiro, então a depressão se torna uma bela estrada. Na verdade, temos que entrar numa depressão pesada e então senti-la.

Pergunta: Unido com a depressão.

Chögyam Trüngpa: Sim, você se torna a depressão.

Acesse nossas páginas no facebook: budismo engajado e budismo petropolis