Ano do Macaco de Fogo

Mensagem de Dzongsar Rinpoche para o Ano do Macaco de Fogo

Acesse nossas páginas no facebook: budismo engajado e budismo petropolis

Saudações a todos os que estão celebrando o Ano do Macaco.

Vamos confiar no Buda, Dharma e Sangha( as três jóias do budismo), e vamos confiar a lei de causa, condição e efeito. Se nós confiarmos em Buda, Dharma e Sangha, permanecemos budistas ainda que joguemos mahjong, comamos carne, bebamos álcool ou fumemos um atrás do outro.

Vamos ser gentis e atenciosos. Queremos que as outras pessoas sejam gentis conosco? Bem, outras pessoas também gostam de que as tratemos com gentileza.

Sejamos generosos, e não apenas com dinheiro ou diamantes, mas com o nosso tempo, espaço e informações.

E vamos sempre lembrar as palavras do Buda de que esforços no samsara(ciclos de nascimentos e mortes) nunca acabam e são, na maioria, infrutíferos. Então, não vamos salientar que tudo precisa ser completado. Nunca sabemos o que vai acontecer na próxima hora. Por isso, vamos tirar o máximo proveito desta hora e deste momento. Se temos uma xícara de chá agora, vamos tê-lo como se fosse o último nesta vida.

Queremos ser ricos? Então vamos aprender a ter conteúdo.

Queremos ser elegante e bonitos? Então, vamos ser educados, confiantes, ao invés e de achar que Versace e Dolce & Gabbana vão fazer isso por nós.

Queremos que as outras pessoas nos escutem? Então, vamos tentar não usar palavras duras, e vamos começar a nossa conversa com um sorriso.

Queremos que a nossa próxima geração seja feliz e bem sucedida? Então, vamos ensinar-lhes um significado diferente de ambição, riqueza e objetivos:
• Não vamos estragar os nossos filhos, porque se o fizermos, eles vão crescer se sentindo alienados e deprimidos.
• Não vamos incitá-los a crescer depressa.
• Não façamos nossas crianças pensar que ganhar uma competição é tão importante.
• Vamos tentar comer em casa pelo menos uma vez por semana.
• E não vamos exagerar nas compras e encher as nossas casas com coisas que nunca vamos usar durante anos e, eventualmente, descartar.

Mas acima de tudo, pais, vamos fazer o que ensinamos. Não podemos ensinar nossos filhos a serem educados, gentis e simpáticos apenas com palavras. Nós temos que nos comportar assim. Mesmo com coisas aparentemente sem importância como não falar alto em público ou no telefone e furar uma fila. Assim como queremos que os outros não nos façam isso, eles também não querem que nós façamos a eles.

E vamos aprender a fazer coisas espontâneas, sem planejamento, por, pelo menos, uma ou duas horas uma vez por semana, porque mesmo planejar férias pode se tornar uma atividade estressante, ao invés de um verdadeiro feriado.

Mais importante ainda, vamos nos lembrar não apenas de ler essas coisas, mas fazê-las a partir do primeiro dia do Ano do Macaco.

E cada vez que nos encontrarmos fazendo uma ou mais dessas coisas, então vamos nos recompensar com uma pequena sesta, uma música, a leitura de uma ou duas páginas de um bom livro, dizendo a nós mesmos que, “com esses primeiros passos, eu posso me tornar um destemido servo de todos os seres sencientes.

Acesse nossas páginas no facebook: budismo engajado e budismo petropolis

tradução – equipe budismo petrópolis