Vem, Vem e Dance – Poesia e Música

Poesia musicada por Sakyong Rinpoche, mestre líder da escola Shambhala do budismo. Veja o vídeo depois do texto.

VEM, VEM E DANCE

Os budas me levam pela mão
E sussurram no meu ouvido:
Vem, vem e dance.

Novos e velhos amigos
Me dizem que eles querem estar perto.
Eu lhes digo que nunca fui a lugar nenhum.
Os budas dizem: vem, vem e dance.

Minha mãe e meu pai dizem que me amam.
Eu lhes pergunto por que eles têm que me dizer isso.
Os budas dizem: vem, vem e dance.

Quando o mundo tenta me ensinar,
Pratos caem e arco-íris aparecem.
Algumas pessoas me dão coisas e outras as levam embora.
Os budas dizem: vem, vem e dance.

Todas as manhãs eu quero ser corajoso, destemido.
Ajudar a todos que eu vejo.
Mas este dia de verão se transforma em chuva.
Os budas dizem: vem, vem e dance.

Quando eu reúno força,
Eu posso sustentar todo o universo em meu coração.
Eu me torno irmão, irmã, mãe e pai.
E os budas tomam minha mão.
Eles dizem: vem, vem e dance.

No alto do céu em seu lugar secreto,
Eu nunca pensei que poderia ser tão simples.
Há um segredo a ser compartilhado.
Vem, vem comigo.

Vamos olhar para o coração de todos,
Olhar através dos seus olhos.
É tudo sobre alegria e ajudar os outros.
Vem, vem e dance.

Anúncios